Viva o Sonho UnB!

“As lições fundamentais do primeiro ano de vida universitária ficaram indeléveis. O terrorismo cultural vivido particularmente e a resistência a ele, de professores, alunos e funcionários. Uma concepção nova de ensino, ainda em caráter experimental, voltado para os reais problemas de nossa terra e nosso povo, com métodos democráticos – não paternalistas e autoritários, não expositivos e magistrais. A existência já efetiva de um real diálogo entre professor e aluno, sem a distância que o sistema catedrático colocava. Depois a imagem de tudo isto calcado por uma bota militar. A demissão coletiva de quase todos os professores, a parada por vários meses e o vazio do reinício.”

Honestino Guimarães, símbolo da resistência da UnB à ditadura, foi torturado, assassinado e “desaparecido” por ela.

Prezada caloura,

Parabéns! Depois de muito esforço, talvez até de muitas noites mal-dormidas e fins de semana de abstinência, você realizou um sonho: entrou na UnB!

E agora, pra onde esse sonho vai te levar? Quais outros sonhos ele vai gerar?

A Universidade de Brasília também nasceu de um sonho, de pessoas empolgadas como você. O sonho de uma universidade que tomasse o Brasil como problema, produzisse conhecimento e formasse gente a serviço da transformação do país, e não indiferente aos seus rumos.

Era uma universidade vibrante, inovadora, irreverente, cheia de entusiasmo. Por toda parte, havia gente com os olhos brilhando, a cabeça pulsando, as  mãos ávidas para criarem uma UnB transformadora.

Tentaram destruir esse sonho à base de botinas e tanques. Tentaram e tentaram, de novo e de novo, mas não conseguiram, por mais que o tenham feito sangrar, sofrer, chorar.

O sonho vive, e o Movimento Honestinas convida você a não deixar o sonho morrer. A sonhar junto com a gente o sonho ousado de uma universidade que faça todas e todos também poderem sonhar. De uma univer(cidade) cooperativa, solidária, popular, que ecoe os sonhos da sociedade, em especial das exploradas e oprimidas do nosso povo.

Bem-vinda à UnB. 50 anos de sonho, de sangue e de América do Sul.

Um abraço, com carinho,

Movimento Honestinas

 

PS: Sonhe com a gente! Seja Honestina! Participe, amanhã, da nossa intervenção na Aula da Inquietação, às 10h, no Teatro de Arena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s