Sete motivos para adiarmos as eleições para a reitoria.

Magnífico Reitor,

Solicitamos a convocação do Consuni para que se discuta o adiamento do calendário da consulta para lista tríplice, que elegerá o próximo reitor da Universidade de Brasília. Pelos motivos abaixo apresentados, consideramos que a realização da consulta em um período de mobilização nacional dos três segmentos em torno da greve prejudica a própria consulta, que deixa de ser democrática e realmente paritária.

“UnB sem ninguém, paridade para quem?!”
“Com a UnB vazia, não há democracia!”

1. Passamos por uma a radicalização do movimento de greve, com mobilização da carreira docente e dos/as técnicos/as administrativos/as, que prioriza uma negociação nacional em torno da valorização da carreira e paralisa as atividades acadêmicas e institucionais.

2. A Universidade está esvaziada devido à suspensão do calendário acadêmico e da maioria das atividades institucionais.

3. Estamos apenas na segunda eleição paritária na história recente da UnB, o que significa que necessitamos fortalecer a cultura de participação estudantil. Assim, como construímos outras culturas na universidade ao logo dos anos, é necessário criar diálogo e campanha para a participação de todos/as.

4. Só o adiamento será capaz de garantir a legitimidade do processo eleitoral para escolha da administração superior para os próximos quatro anos.

5. A mudança do cronograma não significa a mudança das “regras” da eleição no meio do processo. Esta falácia é construída por aqueles que aparentemente não querem fortalecer a participação neste processo. É comum a mudança de cronogramas em processos como este já que o objetivo central é a participação coletiva. A quem interessa a não participação? O principal objetivo da consulta é a participação e existe um elemento muito importante (o esvaziamento) que nos demanda esta mudança no calendário eleitoral.

6. Politicamente, a Administração Superior da UnB deve dialogar com o MEC para rever os prazos de entrega da lista tríplice. Do ponto de vista institucional, é necessária a prorrogação do mandato do atual Reitor por um período provisório e o adiamento dos prazos da consulta.

7. Quando o calendário foi aprovado pelo CONSUNI, a universidade já estava em greve. No entanto, não era esperado que o Governo Federal fosse tratar com tanto descaso a negociação com as categorias, levando até as última conseqüências o processo de mobilização, o que se constitui claramente como fato novo para mudança do cronograma.

Hoje (17/08), às 14h30, no Anf. 17, haverá uma assembleia das professoras para tratar sobre o adiamento do calendário eleitoral. É de suma importância que as estudantes estejam presentes, fazendo pressão e exigindo que a categoria reunida apoie o adiamento, para que a democracia seja de fato exercida.

.

Movimento Honestinas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s